Cristiane Poleto
Brasília DF - 19/11/2018

Destaques

Imprimir   Diminuir Fonte   Aumentar Fonte

Ecologia, o teu nome é Noroeste

21/05/12

Bookmark and Share

Bairro já tem 72% de vendas concluídas e se tornou um dos mais cobiçados por ser o último do Plano Piloto. A previsão é de que esteja concluído dentro de oito anos


Obras a todo o vapor: Noroeste torna concreto o sonho de um bairro sustentávelFoto: Toninho Tavares

Obras a todo o vapor: Noroeste torna concreto o sonho de um bairro sustentável

O Noroeste é o primeiro bairro ecológico do Distrito Federal. Junto com ele surgirão um novo estilo de vida e uma rota de oportunidades e conquistas. É, sem dúvida, o bairro do futuro, pois traz, além de qualidade de vida, sustentabilidade, segurança e comodidade. Com obras e infraestrutura aceleradas, deverá estar pronto em menos de oito anos, garante o gerente comercial da Terracap, Marcelo Fagundes. “Diferentemente do que aconteceu com o Sudoeste, que levou de dez a 12 anos para ficar pronto, o Noroeste não chega a oito”, aposta Marcelo. O bairro verde tem mais de 8 milhões de m² em espaço planejado, área verde abundante, trânsito bem programado, prédios comerciais e residenciais.


O Noroeste começou a se concretizar há cerca de 15 anos, quando a Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Distrito Federal (Ademi-DF), na tentativa de ofertar o mercado de imóveis para a classe mais alta de Brasília, ofereceu ao Governo do Distrito Federal (GDF), uma concepção de projeto de um bairro novo. Esse bairro seria o Noroeste, tendo em vista que Lúcio Costa tinha colocado em seu trabalho, Brasília revisitada, a opção dessa mancha do Noroeste, onde poderia se fazer um bairro residencial. “Os terrenos disponíveis hoje para se licitar vão ser totalmente absorvidos pelo mercado”, explica Marcelo Fagundes.


Mesmo com as muitas propostas sobre o perfil do setor, prevaleceu o de transformar o Noroeste no primeiro bairro ecológico do Brasil. “Apesar de terem sido vendidos os imóveis da primeira etapa, ainda não tem nenhuma construção pronta, todas devem ser entregues em outubro. Cerca de cem projeções residenciais foram vendidos”, conta Marcelo Fagundes.


Mercado imobiliário

Um bairro novo com uma série de diferenciais, o Noroeste é considerado um dos mais caros do Distrito Federal. “O cliente é mais criterioso, pesquisa melhor o bairro e sua formatação”, avalia Maria Helena da Silva, corretora da MGarzon.


Maria Helena trabalha com construtoras como Brasal, Área Realty, Vilela e Carvalho, OAS e Silco Engenharia. Suas projeções, afirma a corretora, são as que possuem um maior potencial de valorização e liquidez, em virtude de serem construtoras de grande porte. “Suas taxas de juros no mercado financeiro são baixas e as construtoras oferecem descontos de até 5% e flexibilização nas formas de pagamento, facilitando dessa forma a comercialização. Têm facilidades na entrada, que pode ser feita em até 4 vezes sem juros para compra do imóvel no bairro”. Maria Helena finaliza dizendo que o Noroeste é um bairro bastante atraente para pessoas que pensam em conforto, praticidade e segurança. 


O bairro enfrentou algumas questões que mantiveram as construtoras em estado de alerta, tais como discussão com os indígenas que lá residem, o atraso das obras públicas e a suspensão das licitações. “Porém, atualmente, as soluções estão sendo encaminhadas e os primeiros empreendimentos já serão entregues agora, em 2012”, explica Francisco Gomes.


Valorização

Para as pessoas que ainda não compraram, o momento é agora, recomenda Leonel Alves, diretor comercial da Lopes Royal. “A hora de investir é agora, quem está interessado não deve deixar passar”, aconselha. Leonel explica que empreendimentos ainda em construção levam preços estáveis, mas quando prontos a tendência é aumentar e valorizar cada vez mais. “Os preços devem ter uma alta de 15% a 18% ao ano, a velocidade de venda é de 10% a 15% ao mês”.


No Noroeste, 38 empreendimentos foram lançados e vendidos ao público. São 220 projetos residenciais, 190 comerciais e 1/3 do bairro vendidos pela Terracap. “A soma total de vendas já chega a 3.770 unidades”, informa Leonel.


Dos empreendimentos lançados até agora, 72% foram comercializados, sobrando apenas 28% para vendas.


Fonte TATIANE ALVES Redação Jornal da Comunidade

Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2012-05-19/imoveis/133713/ECOLOGIA-O-TEU-NOME-E-NOROESTE.pnhtml

Imóveis


Documento sem título Linked in
Especialistanet © 2011