Cristiane Poleto
Brasília DF - 21/09/2018

Destaques

Imprimir   Diminuir Fonte   Aumentar Fonte

Barulho com os dias contados - Isolamento acústico é a solução

09/04/12

Bookmark and Share

Barulho com os dias contados

Crescem as reclamações por causa de ruídos em casas, apartamentos e ambientes comerciais. Uma opção para evitá- los é o isolamento acústico, que proporciona mais privacidade


O isolamento acústico por meio de vidros especiais é uma alternativa para quem procura fugir dos altos sons da vizinhança


Foto: Lula Lopes/Cedoc

O isolamento acústico por meio de vidros especiais é uma alternativa para quem procura fugir dos altos sons da vizinhança

Em casas ou em prédios, os moradores sofrem com os ruídos causados por fontes externas ou por vizinhos. É preciso identificar de onde vem o barulho. Caso a fonte seja externa, causada por bares, casas noturnas ou pelo movimento de carros na rua, o problema recai unicamente sobre o morador. Os estabelecimentos comerciais também recebem muitas reclamações por causa do barulho e são suscetíveis a multas. Portanto, o isolamento acústico é uma ótima opção.


Publicada em 2009 e em vigor desde 2010, a norma 15575 da ABNT estabelece critérios e métodos de avaliação de desempenho para os principais sistemas que compõem um edifício de cinco pavimentos: estrutura, pisos internos, vedações externas e internas, coberturas e instalações hidrossanitárias em geral.


Marco Aurélio de Oliveira, engenheiro civil e diretor da empresa Confortus – Engenharia Acústica e Térmica, conta que o isolamento deixou de ser luxo e passou a ser uma necessidade. Empreendimentos já adotam o isolamento acústico no momento da construção, porque, além da facilidade, há também o custo reduzido dos materiais e da mão de obra.


Quando vem de fontes externas, o barulho entra, basicamente, pelas fachadas que estão expostas ao ruído. Os caixilhos (as armações das janelas e portas) são os principais vilões do seu desconforto. É comum vê-los deixar a água passar durante uma chuva forte. E, caso isso aconteça, o som passa com muito mais facilidade. Há diversas empresas que produzem caixilhos acústicos, normalmente de alumínio. Estas “janelas” costumam ter um custo um pouco mais elevado, mas é notória a diferença de desempenho.


O arquiteto Nardim Júnior explica que, para se ter uma acústica perfeita, é preciso seguir uma regra: “Não pode ter vidro, piso de granito, porcelanato ou cerâmica. Tem de ser de madeira, carpete ou borracha. O teto jamais pode ser de gesso comum. Devem ser usados gessos acústicos, um material mais específico para o isolamento.”


Outras soluções para isolar


O arquiteto Nardim Júnior lembra que tapetes e forros de paredes também ajudam


O arquiteto Nardim Júnior lembra que tapetes e forros de paredes também ajudam

Caso o isolamento não seja uma alternativa, há outras opções como colocar tapetes sobre o piso existente para diminuir o ruído que os sapatos fazem nos pisos de madeira. Forrar a parede com tecido mais grosso como um papel de parede e ter poltronas e sofás mais fofas e com mais tecidos, auxiliam também nesse isolamento. “Esse recurso é chamado de ‘maquiagem’. Ajuda, mas não é cem por cento”, detalha o arquiteto Nardim Júnior.


Se o barulho vier de cima ou se incomoda os moradores do andar superior, podem-se utilizar forros acústicos sob a laje. Isso melhora o problema e é um processo mais simples. Há no mercado diferentes acabamentos desses forros. Só é preciso contratar alguma empresa que os instale. Muitos deles são compostos por gesso e material isolante e são comuns nos prédios de escritórios.


O avanço das máquinas trouxe mais precisão e rapidez às reformas. São investimentos caros, os quais medem a quantidade de ruído do ambiente e da laje. Um dos mais usados é o analisador de espectro de ruído – instrumento utilizado para a análise de sinais alternados no domínio da frequên-

cia em amplitude vertical e também horizontal.


Estúdios musicais dependem do isolamento acústico para seguir com a rotina de trabalho. É comum encontrar em comércios escolas de músicas que são vizinhas a escolas de idiomas, por exemplo. O isolamento, então, é a peça chave para haver uma relação de respeito e eficiência de ambas as partes. E para quem pratica música em casa, estúdios caseiros são isolados para manter a privacidade do morador e melhorar o entendimento das notas musicais.


As construções residenciais não são como grandes estúdios de gravação totalmente isolados. A maioria dessas iniciativas melhora, mas não resolve totalmente o problema. O diálogo com os vizinhos ainda é a melhor saída.


Diferenças entre absorção e isolamento


Marco Aurélio: ''Antes era luxo, agora é necessidade''


Foto: Gilda Diniz

Marco Aurélio: ''Antes era luxo, agora é necessidade''

O isolamento refere-se à capacidade de determinados insumos formarem uma “barreira”, a qual impede que o ruído passe de um ambiente para o outro. Os materiais são mais densos, como concreto, aço, vidro, chumbo, etc.


A absorção acústica é o fenômeno que minimiza a reflexão das ondas sonoras em um mesmo ambiente, diminui ou elimina o nível de reverberação (variação do eco). Os materiais utilizados para a absorção são materiais mais leves, fibrosos ou de poros abertos, como espumas, fibras de vidro e cerâmica, tecidos, etc. “Neste caso, deseja-se, além de diminuir os níveis de pressão sonora, melhorar o nível de inteligibilidade”, acrescenta o engenheiro Marco Aurélio.


Materiais - É preciso ter uma parede com bom isolamento e um caixilho que deixa o som passar. Quando o ruído vem de outro apartamento do mesmo edifício, o problema se inverte. Basicamente, o som está vindo pelas lajes, seja a do piso ou a do teto. Nesse caso, são essas superfícies que devem ser isoladas.


O isolamento do piso deve ser feito quando o barulho vem de baixo ou se o causador dos ruídos não quer incomodar os vizinhos do andar de baixo. “Esse isolamento é mais complicado, pois precisa remover o piso, aplicar materiais isolantes sobre a laje e instalar novamente o piso”, acrescenta Marco Aurélio. 


Fonte: Gabriela Vinhal - Redação Jornal da Comunidade

Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2012-04-07/imoveis/6938/BARULHO-COM-OS-DIAS-CONTADOS

Imóveis


Documento sem título Linked in
Especialistanet © 2011