Cristiane Poleto
Brasília DF - 21/06/2018

Destaques

Imprimir   Diminuir Fonte   Aumentar Fonte

Cartão aluguel vai substituir fiador - Opção para alugar um imóvel

24/07/11

Bookmark and Share

Opção para alugar um imóvel


Cartão aluguel vai substituir fiador. Em fase de teste em Goiânia e São Paulo, produto é subsidiado por imobiliárias cadastradas à Caixa e em breve deverá chegar a Brasília



Redação Jornal da Comunidade



Quando uma pessoa quer alugar um imóvel e lembra que precisa ter alguém de confiança para ser fiador, já repensa a decisão. A figura do fiador é necessária em situações como contratos de locação de imóveis. Para ser fiador é necessário ter pelo menos um imóvel devidamente quitado e ser maior de idade. Ele nada mais é que uma garantia para o locador no que diz respeito às despesas de aluguel, condomínio e IPTU.

Agora o inquilino terá mais conforto com o cartão aluguel quando for procurar um imóvel para alocar. O produto, inédito no mercado brasileiro, tem como objetivo o pagamento de aluguel sem a necessidade de fiador ou garantia adicional. Ele foi criado para substituir o fiador na hora de alugar uma casa ou um apartamento. O candidato a alugar um imóvel não precisa mais de fiador ou de oferecer garantias adicionais, basta ter um cartão aluguel.


Adriana Duarte, secretária, acha horrível a sensação de ter de pedir a alguém para ser fiador. “Além de ser desagradável, hoje em dia ninguém mais quer ser fiador, porque pode se prejudicar. Está muito difícil e, por isso, acredito que o cartão será muito bem-vindo pelo fato de ser um auxílio e uma oportunidade para quem mora de aluguel”, afirma. O produto ainda está em teste pela Caixa Econômica Federal, que cadastrou imobiliárias para revenderem a novidade apenas em São Paulo e Goiânia. Ao que tudo indica, em breve o produto chegará a Brasília.


O cartão será oferecido nas bandeiras MasterCard e Visa, na variante internacional. O cliente terá dois limites: o “limite aluguel”, que será utilizado exclusivamente para pagamento do aluguel nas imobiliárias, e o “limite rotativo”, destinado ao pagamento de compras em estabelecimentos comerciais, como um cartão de crédito normal. Para usar o cartão aluguel a pessoa precisa alugar um imóvel de alguma imobiliária credenciada pelo banco que disponibiliza o produto, no momento apenas a Caixa.



Requisitos

A principal vantagem do cartão é que o banco é que garante o pagamento dos aluguéis não pagos, de até 12 parcelas, para a imobiliária. A assinatura de contrato de aluguel será feita pelo inquilino e o cartão aluguel passa a representar o fiador. Quem se interessar só precisa apresentar a documentação necessária e atender a alguns requisitos, como estar em dias com as dívidas e ter nome limpo na “praça”.


Com o advento do cartão aluguel, a burocracia de ter de pedir a algum parente ou conhecido para que seja seu fiador acabou. Já não é necessário contratar seguradora para fazer seguro fiador. E também não é vantajoso contratar um fiador profissional, pois os custos são altos, e nem ser fiador de ninguém, já que a pessoa poderá se meter em uma encrenca. Por isso, o cartão aluguel é uma opção para todos aqueles que querem morar ou já moram de aluguel, sem enfrentar o transtorno de ter de colocar o carro ou qualquer outro bem que tenha como garantia.


As vantagens e desvantagens do produto





No final do ano passado a Caixa Econômica Federal lançou, em São Paulo, o Cartão Aluguel Caixa. O vice-presidente de pessoa física da empresa, Fábio Lenza, revelou, em entrevista, que considera o cartão uma garantia do aluguel no cartão de crédito. “A empresa garantirá o pagamento das parcelas de aluguel, oferecendo ao inquilino a possibilidade de desburocratização no processo de locação ao eliminar a necessidade de outras garantias e o incômodo de solicitar fiadores entre amigos e familiares”, disse.


O processo de locação por meio do cartão aluguel será realizado em uma das imobiliárias credenciadas pelo banco, após a assinatura do contrato de aluguel pelo inquilino. A Caixa garante à imobiliária o recebimento de aluguéis não pagos, de até 12 parcelas. Entretanto, a assessoria de imprensa do banco afirma que o projeto ainda está no formato de piloto e se encontra em teste apenas em São Paulo e Goiânia, com duas imobiliárias associadas em cada uma das cidades. Após os testes, o produto deverá ser comercializado em todo o país.


Inadimplência - Liene Leão, corretora de imóveis, diz que o o locatário que optar por essa modalidade de pagamento será submetido a uma avaliação financeira por parte da CEF. Terá de comprovar renda mínima de R$ 1.000, apresentar comprovante residencial, não possuir restrição cadastral e não ter processo judicial aberto contra a Caixa, decorrente de operações de crédito.


“Além disso, o usuário arcará com uma anuidade de R$ 96 e com uma taxa de manutenção do cartão de 6,67% ao mês. Em caso de inadimplência, arcará também com uma taxa de juros semelhante às cobradas pelos cartões de crédito, de cerca de 10% ao mês, a qual o usuário deve levar em consideração, pois poderá pesar no seu bolso”, adverte.


O cartão aluguel oferece às imobiliárias credenciadas garantia limitada dos contratos de locação de imóveis residenciais efetivados por meio do cartão aluguel atuando como fiador  parcial do locatário. Esta garantia viabiliza a dispensa das demais garantias locatícias, assegurando o recebimento de parte do saldo devedor do locatário inadimplente, após o cumprimento do fundo operacional do produto e respeitando os limites da garantia contratualmente estabelecidos.


“O contrato fechado com o banco e a imobiliária pode variar de dois a 12 meses, no máximo. Vale salientar que essa garantia está limitada a 12 aluguéis, não cobrindo os demais encargos, avarias do imóvel,  custos e  despesas judiciais”, observa.


Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2011-07-23/imoveis/6191/OPCAO-PARA-ALUGAR-UM-IMOVEL.pnhtml

Imóveis


Documento sem título Linked in
Especialistanet © 2011