Cristiane Poleto
Brasília DF - 17/08/2018

Destaques

Imprimir   Diminuir Fonte   Aumentar Fonte

Nas alturas com toda segurança - Telas de Proteção para apartamentos

24/07/11

Bookmark and Share

Nas alturas com toda segurança


Telas de proteção para os apartamentos caem no gosto dos brasilienses. De baixo custo e rápida instalação, equipamentos dão tranquilidade a moradores, sobretudo a quem tem criança em casa



Redação Jornal da Comunidade





Jeane Venson e o garoto Henrique: quando ainda estava grávida do pequeno, ela já se preocupava com a proteção das janelasFoto: Rúbio GuimarãesJeane Venson e o garoto Henrique: quando ainda estava grávida do pequeno, ela já se preocupava com a proteção das janelas


Medida de segurança para as crianças e barreira contra pássaros e morcegos. Em uma análise superficial, estas são as funções das redes de proteção usadas em janelas e varandas de apartamentos. Mas acredite: há quem use as telas como objeto de decoração e até mesmo padronização da fachada do prédio.


O Plano Diretor de Ordenamento Territorial de Brasília (PDOT) sofreu algumas alterações quanto ao número de andares por prédio na capital. Um dos principais exemplos é Águas Claras, cidade com um projeto inicial que previa um limite de dez andares e que se encontra recheada de arranha-céus beirando os 30 pavimentos. Com o crescimento vertical do DF, cresceu também a procura pelas redes.


A designer de interiores Jeane Venson, 26 anos, mora há dois na Octogonal. É casada com Tiago Venson, 30 anos, analista judiciário do Superior Tribunal de Justiça (STJ), com quem divide as preocupações com o pequeno Henrique Haziel, três anos, primeiro filho do casal. Grávida de cinco meses de outro menino, ela revela que um de seus maiores medos relaciona-se à altura.

Ela lembra que, antes de Henrique andar e ter altura para chegar ao vidro, a janela basculante do apartamento já representava perigo. “Quando ele tinha um ano, não podíamos deixar sofá ou puf próximo à janela da sala que, mesmo desequilibrado, ele subia para ver o que tinha lá fora. Imagine hoje, que corre para todo lado”, compara a designer.


O casal conta que morava em um apartamento no Guará antes de mudar para a Octogonal. Ainda grávida de Henrique, Jeane já se preocupava com a proteção das janelas. “Tenho um sobrinho de seis anos, o Yan. Minha casa sempre foi cheia de crianças mesmo antes de ser mãe. E mesmo assim eu já queria preparar o ambiente para quando meu filho chegasse”, recorda a designer de interiores.


Manutenção ajuda a prevenir acidentes


Crianças devem contar com proteção de janelas e varandas de apartamentos para não se acidentaremFoto: Mary LealCrianças devem contar com proteção de janelas e varandas de apartamentos para não se acidentarem

A cada três meses um técnico da empresa que instalou a rede de proteção no apartamento de Jeane a visita para fazer a manutenção. “A empregada limpa, o Henrique puxa, uma poltrona encosta e estica a rede... É necessário apertar os parafusos para manter a segurança”, conclui a moradora. Além do pequeno Henrique, crianças dos apartamentos vizinhos também brincam em sua casa. No DF não há dados específicos de quantas empresas atuam no ramo. Informalmente, a partir de um levantamento sobre os anunciantes do serviço na lista telefônica, estima-se que aproximadamente 40 lojas vendem e instalam redes de proteção. Mesmo com a oferta elevada, no Brasil não há regras específicas sobre as redes de proteção.

Paulo Denner, proprietário da Telas Araguaia, que funciona há 11 anos em Taguatinga Norte, informou, por telefone, que seu fornecedor fica em Tocantis e, por se tratar da empresa de um irmão, garantiu que o material é seguro e confiável. “Nunca tivemos acidentes ou, pelo menos, não fomos informados. Mantemos contato com os clientes pelo menos a cada três meses, que é quando fazemos a manutenção das redes de proteção. Na fábrica constantemente há vistoria e avaliação do material”, assegura.


Regulamentação

O Instituto Nacional de Metrologia, Normatização e Qualidade Industrial (Inmetro) recomenda que o comprador observe por conta própria alguns cuidados importantes na hora de adquirir o equipamento de segurança, como resistência do material e diâmetro dos vãos. Em 2009 o órgão formalizou um pedido de regulamentação à Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).


“Há uma Comissão de Estudo (Especial de Redes de Proteção para Edificações) focada em criar duas normas: uma para o produto e outra para a instalação dessas redes”, revela Denise Lima, assessora da ABNT. O referido grupo de pesquisas é dirigido por José Luís Pineda Almeida, que não foi encontrado pela reportagem do Jornal da Comunidade.


Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2011-07-23/imoveis/6184/NAS-ALTURAS-COM-TODA-SEGURANCA.pnhtml

Imóveis


Documento sem título Linked in
Especialistanet © 2011