Cristiane Poleto
Brasília DF - 21/11/2018

Destaques

Imprimir   Diminuir Fonte   Aumentar Fonte

O ABC da Construção Civil - É importante conhecer certos conceitos

04/07/11

Bookmark and Share

O ABC da construção civil


Nesse mundo fantástico, nem tudo é o que parece ser. É importante conhecer certos conceitos, como, por exemplo, pé direito duplo, apartamento vazado, de canto e de meio, para evitar as gafes e as interpretações equivocadas


O mercado imobiliário e da construção civil tem um linguajar peculiar, com expressões que a maioria dos clientes não conheceFoto: André ZimmererO mercado imobiliário e da construção civil tem um linguajar peculiar, com expressões que a maioria dos clientes não conhece


Comprar um imóvel é uma experiência muito gratificante para qualquer pessoa, especialmente quando se trata da primeira aquisição. Ter o dinheiro necessário é a tão aguardada recompensa para quem muito trabalhou e se dedicou. A partir daí, o comprador entra em  um mundo intrigante: o da construção civil.


A exemplo de outras áreas, esta envolve um vocabulário bastante peculiar. Expressões que muitas vezes soam completamente desconhecidas para a maioria da população fazem parte deste universo. Os clientes, inevitavelmente, devem ter noção, pelo menos, das mais tradicionais.


Um apartamento vazado, por exemplo, seria um imóvel com muitas goteiras? E uma sala com pé direito duplo do que se trata? O que é a originação em inventário? E o tão comentado alvará? São muitas questões, mas para cada uma há uma simples resposta, nada intrigante se comparada à pergunta correspondente.


A convite do Jornal da Comunidade, o gerente de vendas Josimar Rodrigues, da MGarzon Eugenio Inteligência Imobiliária, esclareceu alguns conceitos bastante presentes no momento de fechar a compra de um imóvel. “Nessa relação com o cliente percebemos que muitas coisas devem ser esclarecidas. Afinal, ele está adquirindo um bem. Os próprios corretores às vezes se confundem, pois são centenas de expressões”, explica. Josimar recomenda que os compradores sejam exigentes e, acima de tudo, curiosos. “Não basta ter o dinheiro para o investimento e conhecer a planta do imóvel ou o próprio estabelecimento, caso já exista. É importante observar medidas, distâncias, matérias-primas, instalações. Para tanto, deve-se ter uma noção dos conceitos”, completa.


Compreender o processo da construção do imóvel é um passo alternativo, mas importante. Normalmente, três empresas estão envolvidas nesta etapa: uma incorporadora, uma construtora e uma imobiliária. A primeira é responsável por angariar parceiros para auxiliar no financiamento da obra ou, ainda, custeá-la com recursos próprios; a segunda, como o nome sugere, executa a construção por meio de sua mão de obra; e a terceira, por sua vez, planeja as vendas e comercializa as unidades do empreendimento.


A jornalista Glaucimara Josélia Silva, moradora da 405 Sul, escolheu um apartamento vazado por conhecer bem as vantagens de imóveis com essa planta. “Aproveito melhor a luz solar e percebo que a ventilação é diferenciada, com mais espaço para o ar fresco entrar e correr”, avalia. Glaucimara acha fundamental procurar o significado das expressões que soam completamente desconhecidas.


Nomenclaturas que enganam


Um apartamento vazado é o sonho de muita gente. O preço é diferenciado, pois o imóvel tem vista tanto para o nascente como para o poente.

O empresário Nilo Freitas, de 31 anos, mora há três no Sudoeste. A janela da sala de estar do imóvel, no quinto andar, propicia uma vista para a parte interna de sua quadra, a 105. Já na cozinha e no quarto de seu filho Vítor, de seis anos, há uma privilegiada visão do Parque da Cidade. “Quando ele desce para jogar bola ou andar de bicicleta, posso ficar de olho em qualquer um dos lados do prédio, já que a pista de esportes fica em torno”, conta.


No comércio, lojas com pé direito duplo são mais valorizadas. Mas é uma anomalia. Pé direito é o nome dado à altura compreendida entre o solo e o teto do imóvel. A medida padrão está entre 2,85 metros e 3,10 metros. Quando é dupla, o valor fica entre 5,20 metros e 5,50 metros.


Josimar Rodrigues explica as nomenclaturas relativas à localização da sala, da loja ou do apartamento dentro do estabelecimento. “Imóveis de meio são situados entre duas unidades. Os de canto são situados nas quatro quinas do prédio e, em tese, são ligeiramente mais valorizados por normalmente terem somente um vizinho lateral”, afirma.


Conceitos frequentes

•    Alvará – documento expedido por órgão responsável que autoriza a construção e o funcionamento de um estabelecimento (não confundir com habite-se).

•    Brise – saliência horizontal ou vertical posta na fachada do edifício para impedir a ação direta do sol e manter a ventilação.

•    Corretor – de acordo com o Decreto nº. 81.871, de 1978, é o profissional responsável pelas operações e transações imobiliárias no Brasil. Exerce profissionalmente a intermediação na compra, venda, permuta e locação de imóveis.

•    De meio – imóvel situado entre outras duas unidades no mesmo andar do empreendimento.

•    De canto – imóvel situado em uma das quinas do prédio.

•    Dormer-window – quadro de madeira ou de metal que contém uma vidraça; construído em uma parede ou no teto para admitir a luz ou o ar.

•    Guarda-corpo (ou parapeito) – elemento que protege pessoas de quedas e acidentes, em função de desnível de piso ou de ambientes mais altos em relação aos outros.

•     Habite-se – documento expedido pela prefeitura ou órgão competente comprovando que um empreendimento ou imóvel foi construído segundo exigências legais (não confundir com alvará).

•    Inquilino – contratante do imóvel mediante pagamento de aluguel e outras taxas. Normalmente, o tempo contratual varia entre seis meses e dois anos.



Fonte: Jornal da Comunidade

Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2011-07-02/imoveis/5083/O-ABC-DA-CONSTRUCAO-CIVIL.pnhtml

Imóveis


Documento sem título Linked in
Especialistanet © 2011