Cristiane Poleto
Brasília DF - 19/07/2018

Destaques

Imprimir   Diminuir Fonte   Aumentar Fonte

Construção em prol da Saúde

29/05/11

Bookmark and Share

Construções em prol da saúde


Os centros clínicos e centros médicos se multiplicaram nos últimos anos em Brasília. Cada vez mais belos e sofisticados, os projetos precisam, no entanto, se adaptar às inovações tecnológicas



Tamanho da Fonte     EVELIN CAMPOS

evieira@jornaldacomunidade.com.br
 Redação Jornal da Comunidade




A localização privilegiada e a possibilidade de flexibilização dos consultórios são os maiores diferenciais do Julio AdnetFoto: André ZimmererA localização privilegiada e a possibilidade de flexibilização dos consultórios são os maiores diferenciais do Julio Adnet

A saúde em Brasília sempre foi um assunto polêmico e delicado. Nos primeiros anos da cidade, as pessoas eram obrigadas a se locomover para estados vizinhos a fim de realizar consultas e tratamentos médicos devido à escassez de profissionais e postos de atendimento. De lá para cá muita coisa mudou.

Centros clínicos e centros médicos começaram a ocupar setores destinados à atividade hospitalar e áreas comerciais, amenizando as necessidades. Hoje, o número de estabelecimentos é maior. Ainda assim existe mercado para esses empreendimentos na capital do país, fator para o qual as grandes construtoras estão atentas.


A Base Investimentos e Incorporações realizou uma pesquisa em 2005 e constatou que as instalações dos empreendimentos dessa natureza em Brasília não acompanhavam a demanda. “Vimos que os edifícios clínicos não tinham infraestrutura adequada aos médicos, o que trazia grandes despesas para adaptação às necessidades. A partir daí encaramos o desafio de projetar algo inovador nesta área”, conta Roberto Botelho, diretor comercial da Base.


A empresa iniciou as obras do Centro Médico Lúcio Costa, na L2 Sul, e está finalizando o Centro Médico Julio Adnet, na Asa Sul. Para a concepção deste último projeto, contou com a Vasserman Engenharia, especializada em consultoria e assessoria em obras na área de saúde. Foram seguidas especificações da Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) 50/2002, do Conselho Federal de Medicina, como instalação de pontos de oxigênio, central de vácuo, corredores com dois metros de largura, portas de consultórios com um metro de largura e gerador de energia com pontos em cada sala. O cálculo da laje em alguns pavimentos foi feito de forma a viabilizar a instalação de ressonâncias magnéticas ou tomógrafos. A localização privilegiada e a possibilidade de flexibilização dos consultórios são os maiores diferenciais do Julio Adnet, que tem um público exigente, mas fiel, diz Botelho.


Nova tendência no mercado


 


Projeto do Biosphere prezou pela qualidade dos materiais e flexibilidade das salasProjeto do Biosphere prezou pela qualidade dos materiais e flexibilidade das salas

A diferença básica entre centros clínicos e centros médicos está nos serviços prestados. Enquanto estes últimos formam um conjunto de consultórios com foco em consulta de avaliação, diagnóstico e encaminhamento de pacientes, os centros clínicos são locais onde há determinadas especialidades voltadas para a realização de diversos exames e procedimentos.

Charles Vasserman, diretor da empresa Vasserman Engenharia, ressalta a evolução desse tipo de construção. “O mercado está colocando uma nova tendência. É mais prático ter um local integrado, onde se tem a consulta, a prescrição de exames e medicamentos, a compra do remédio e a realização do exame. Isso atende ao princípio da resolutividade”, conta o engenheiro civil e especialista em administração hospitalar.


O conceito de hospital ainda é o de um local onde se busca promoção da saúde ou da estética, em tratamentos de alta complexidade, diz Charles. Agora, os hospitais estão separando procedimentos de menor gravidade para tratamentos eletivos, com medicina aplicada em casos determinados. A partir dessa tendência, centros médicos com clínicas integradas estão trabalhando com hospitais vinculados, para baixa permanência de pacientes de fácil recuperação.




O novo cenário exige novas práticas, além de tecnologia avançada, mudanças contínuas que a construção civil precisa acompanhar.


Tecnologia, beleza e requinte


O Julio Adnet tem um público exigente, mas que se revela bastante fielO Julio Adnet tem um público exigente, mas que se revela bastante fiel


Se antes os consultórios médicos se localizavam em centros empresariais para escritórios de várias modalidades profissionais, hoje o atendimento é feito em prédios exclusivos que abrangem vários campos do conhecimento da saúde. Com o aumento das demandas da medicina e a exigência dos profissionais, o conceito de flexibilidade foi incorporado ao sistema construtivo dos prédios.

“Um projeto hoje é feito para durar 50 anos e é difícil acomodar as tecnologias que surgem no decorrer desse tempo. Os projetos ligados à saúde precisam ser assim. Os materiais, o sistema construtivo e as instalações devem resultar em um conjunto que possa ser alterado com o mínimo de impacto”, alerta Charles.

Para isso existem produtos mais indicados. O especialista reconhece a dificuldade de estabelecer regras para materiais. “O que existe é um consenso com relação a alguns produtos, como os pisos vinílicos, que atendem às normas vigentes pela facilidade em aplicar, limpar e substituir”.


Outra evolução das construções está ligada ao investimento crescente em beleza e sofisticação. A ideia é atender aos critérios de humanização e hospitalização. “O primeiro visa deixar o ambiente mais agradável aos colaboradores e pacientes. O segundo prevê conforto para pacientes, acompanhantes e colaboradores durante a internação. Quem trabalha nesses locais mexe com a vida humana e sofre muita pressão, assim como quem busca o serviço”, justifica.


A Vasserman Engenharia trabalha em um projeto da Politec Incorporadora, que pretende construir um centro médico na Asa Norte. Charles avalia que existe uma demanda reprimida por centros que atendam aos critérios de qualidade e resolutividade. A construção da Politec promete satisfazer os quesitos, que só aumentam. “A regulamentação de estabelecimentos assistenciais de saúde, feita pela RDC 50/2002, está para ser atualizada. Nesses oito anos desde a publicação, muitas mudanças ocorreram”, conclui.


 


Enquanto alguns empreendimentos são entregues, outros começam a ser construídos. As obras do Biosphere Health Center, da Construtora Líder em parceria com a Cyrella, iniciam em junho deste ano. Situado no Setor Hospitalar Norte, será uma nova possibilidade para quem frequenta a região.

“A maior parte dos centros clínicos e centros médicos de Brasília está concentrada na Asa Sul. E a Asa Norte é o maior vetor de crescimento da cidade, com o Noroeste e a Cidade Digital, por exemplo. Vamos fornecer suporte na área médica a quem mora na parte norte, pois hoje muitos precisam ir à Asa Sul”, observa Carlos Henrique Monte Mor, gerente comercial da Líder.


O projeto do Biosphere prezou pela qualidade dos materiais utilizados, flexibilidade das salas e requinte na área externa. Até agora, metade das 112 unidades do empreendimento foi vendida.


Complexo Advance deve ser entregue em março de 2012Foto: DivulgaçãoComplexo Advance deve ser entregue em março de 2012 JCGontijo conquista sucesso em dobro

 


Por dentro desse mercado também está a construtora JCGontijo. Dividido em dois complexos, o Advance Centro Clínico fica no Setor Hospitalar Sul e recebeu investimento de R$ 200 milhões. O Complexo Advance foi 99% vendido e deve ser entregue em março de 2012. O Advance Second teve 98% das unidades vendidas e estará pronto em março de 2013.


 


“Aceleramos o lançamento do Second diante do sucesso do primeiro. Estamos satisfeitos com a aceitação do projeto, voltado para o bem-estar do médico e a valorização da saúde. O objetivo do Advance é criar um ambiente no qual uma pessoa possa ir, se consultar e já resolver seu problema”, afirma Gustavo Reis, diretor comercial da JC. Construído com materiais nobres, privilegiando qualidade, durabilidade, menor custo de manutenção e percepção de limpeza, o centro clínico contará com 445 salas, estacionamento com mais de 545 vagas, espaços exclusivos para ambulâncias de grande porte e elevadores apropriados para transporte de macas. Além disso, o local terá um auditório para convenções e duas salas de reunião.


Fonte: http://comunidade.maiscomunidade.com/conteudo/2011-05-28/imoveis/99022/CONSTRUCOES-EM-PROL-DA-SAUDE.pnhtml

Imóveis


Documento sem título Linked in
Especialistanet © 2011